Categorias
Atividades físicas envelhecimento saudável

Dicas de envelhecimento ativo

Envelhecimento ativo é a tendência que vem transformando a qualidade de vida de toda a sociedade.

 

Responsável por aumentar a expectativa de vida como um todo, além de ter impactos positivos na memória, no humor e no bem-estar das pessoas acima dos 60 anos.

 

Hoje eu trago dicas de envelhecimento ativo para você aplicar na sua vida e também garantir que seus pais e avós façam o mesmo.

 

Afinal, como você vai descobrir ao longo da leitura, o envelhecimento ativo precisa ser adotado o quanto antes para que seus benefícios sejam observados a longo prazo.

 

Vamos começar. 

 

Veja também: Preciso de um cuidador de idosos com urgência: como agir neste caso?

Ter uma vida ativa

Manter ou iniciar um estilo de vida ativo e saudável é o primeiro passo.

 

Faça movimentos físicos todos os dias. Este exercício regular pode incluir caminhadas, jardinagem, alongamento, subida de escadas e treinamentos, como o uso de pesos leves ou faixas de resistência.

 

Estudos mostram que as pessoas que se exercitam não apenas vivem mais, mas vivem melhor.

Foco em cálcio e vitamina D

Para ajudar contra a perda óssea, além de praticar atividades físicas também é preciso ingerir Cálcio e Vitamina D, para que o esqueleto possa atingir a melhor qualidade possível após os 30 anos, que é quando começa a perda óssea.

 

Há vários artigos propondo efeitos satisfatórios da Vitamina D, nos últimos anos. E de todas indicações propostas em inúmeras publicações científicas, apenas esta se mostrou eficaz, com evidência razoável, no benefício sobre a qualidade muscular e diminuição de quedas em idosos.

Exercitar a mente

O cérebro é como os músculos, se não for exercitado, ele não se desenvolve. Portanto, aqui vão algumas dicas para exercitar a memória:

 

  • Faça palavras cruzadas, dando preferência às de fácil execução;
  • Elabore uma lista de compras e guarde-a na bolsa. Tente comprar tudo sem consultar a lista e depois compare para ver se faltou alguma coisa;
  • Adote hábitos afetivos saudáveis, ou seja, namore, curta os amigos e a família;
  • Participe em jogos que envolvam raciocínio;
  • Leia pelo menos as manchetes de um jornal diariamente e comente com alguém;
  • Mantenha-se ativo fazendo trabalhos manuais, cursos, etc;
  • Evite o isolamento e a solidão;
  • Controle as gorduras sanguíneas. Lipoproteínas, colesterol e triglicerídeos fora dos limites normais predispõem a arteriosclerose e suas consequências (infarto, derrames cerebrais etc.);
  • Controle a glicemia.

 

Seguindo estes passos você terá uma mente muito mais saudável.

Usar o tempo para absorver cultura

Filmes, revistas, jornais e livros devem ser consumidos todas as semanas. Além de um dia para conversar sobre o que foi visto e trocar impressões.

 

Músicas sempre são boas pedidas. Além de enriquecer o ambiente, podem trazer boas memórias, serem usadas para relaxamento e motivação.

 

Saiba mais: O cuidador de idosos pode auxiliar nas atividades físicas do idoso?

Enriquecimento da rotina

Monte uma programação variada com horários determinados. Organize momentos para acordar, comer e dormir, aproveitando ao máximo a luz natural. Isso ajudará em aspectos cognitivos e metabólicos. 

 

Organize sua rotina, anotando suas atividades programadas, por exemplo: leituras às terças e quintas-feiras, artesanatos às segundas e quartas-feiras, jardinagem às sextas- feiras, culinária e filmes aos finais de semana. Assim, é possível enriquecer os dias, garantindo variedade e desafios. 

 

Quer saber mais sobre envelhecimento saudável e como nós podemos proporcionar todas essas atividades para os idosos da sua família? Acesse este link e conheça os nossos serviços.


Agradeço a leitura e até a próxima.

 

Categorias
Atividades físicas Senior Interativo

Atividades que ajudam a combater o estresse

Quem disse que os idosos não buscam meios de combater o estresse? Trata-se de um sentimento que é comum a inúmeros indivíduos em quaisquer etapas da vida, sendo indicado procurar meios de viver com mais equilíbrio. Na terceira idade, é essencial entender como situações estressantes e desgastantes podem levar o idoso, por exemplo, a quadros de isolamento e até mesmo depressão.

A ansiedade também pode ser um problema para os idosos. Por isso, se você conhece pessoas idosas ou têm familiares nessa faixa etária, acompanhe o conteúdo que preparamos. Ao longo do artigo, você vai conferir dicas para combater o estresse do idoso, e mais: sem deixar de lado os protocolos de saúde, tão importantes nesse momento.

Boa leitura!

 

O estresse na terceira idade

É comum encontrar idosos que apresentam variados níveis de estresse e insatisfação em suas rotinas. Muitas queixas dizem respeito a um dia a dia cansativo e monótono, à falta de participação em atividades familiares ou grupais e a ausência de diversão.

Para combater o estresse, o primeiro passo é compreender quais são as limitações diárias que impactam negativamente o idoso. A sensação de incapacidade ou limites rígidos estipulados pela família ou mesmo pela saúde são prejudiciais ao bem-estar. Logo, o estresse vem.

Com a pandemia, muitos idosos passaram a ficar muito tempo dentro de casa, o que se mostrou negativo para a construção de rotinas saudáveis. No entanto, existem atividades que podem ser realizadas mesmo dentro de casa, e o contato com outras pessoas, ainda que remoto, é um estímulo extra. Por isso, é necessário entender de que maneira combater o estresse pode transformar a rotina de quem você ama.

A seguir, trouxemos alguns exemplos de iniciativas que melhoram a qualidade de vida e trazem mais plenitude ao dia a dia. Lembrando sempre que, ao lidar com idosos, a forma de sugerir mudanças é tão importante quanto a adoção ou abandono dos hábitos em si. Continue a leitura e saiba mais.

 

Como combater o estresse na prática

Se você conhece idosos, sabe que combater o estresse é de extrema importância na rotina deles. Como mencionado, atividades repetitivas e a falta de interesse pelo que se faz no dia a dia são grandes causadores do quadro, bem como as pressões da família.

Existem recursos simples que ajudam a estimular a produção de hormônios da felicidade, ao mesmo tempo em que tornam a vida mais leve. O idoso pode combater o estresse desenvolvendo novos hobbies, ou mesmo trazendo à tona os que tinha quando era mais jovem. Assim, habilidades como concentração e memória são exigidas, e novos aprendizados podem surgir.

Eventos artísticos como shows, cinema e teatro são boas opções, assim como exposições de arte, por exemplo. O consumo de conteúdo digital, como filmes e séries, também é um aliado do bem-estar. Afinal, são momentos de entretenimento que ainda contribuem para o estímulo cognitivo e podem ser realizados com outras pessoas.

Atividades físicas leves são ideais para liberar tensões e relaxar o corpo, o que acaba por acalmar a mente. Para combater o estresse, caminhadas no início do dia podem funcionar, do mesmo modo que práticas como pilates, yoga e alongamento. Escolher uma atividade que traga satisfação é o que faz diferença.

Vale lembrar que, em meio à pandemia, surgiram ainda mais opções de lazer digitais, ou feitas com grupos pequenos de pessoas. Não é necessário se aglomerar ou quebrar protocolos sanitários para oferecer a quem você ama um dia a dia mais interessante e leve.

 

Como anda o dia a dia do seu familiar idoso?

Não são apenas os jovens que sentem necessidade de combater o estresse. Um cotidiano limitado, sem interação e com poucos desafios pode levar os idosos a se sentirem agitados e ansiosos, o que prejudica o organismo como um todo. Incluir atividades físicas e de entretenimento ajuda a tornar os dias mais leves e repletos de bem-estar, ainda que realizados remotamente. diversificar aulas, eventos e hobbies é uma boa pedida.

Combater o estresse é apenas um dos pilares do processo de envelhecimento saudável. Trazer mais equilíbrio ao corpo e à mente contribui para mais qualidade de vida e ajuda a evitar o surgimento de sintomas e doenças nos idosos. Porém, há momentos em que é indicado um apoio mais especializado, mesmo para pessoas saudáveis. Seu familiar tem apresentado dificuldades, solidão ou limitações? Não espere pelo pedido de ajuda.

Categorias
Atividades físicas Senior Interativo

5 passos para abandonar o sedentarismo

Uma resolução popular de Ano Novo é abandonar o sedentarismo. Na terceira idade, mais do que nunca, essa pode ser a diferença entre uma vida mais saudável e uma rotina limitada. Não é segredo o quanto os exercícios físicos impactam desde o corpo até a saúde mental de todos.

Em uma etapa conhecida pela própria ação do tempo, as atividades físicas são o melhor caminho para compensar e mesmo reverter sintomas de algumas doenças. Além disso, o movimento estimula o organismo como um todo, trazendo benefícios que se transformam em mais qualidade de vida. Acompanhe o artigo que preparamos com dicas práticas para deixar o sedentarismo no passado.

Boa leitura!

 

Exercícios e sua relação com a qualidade de vida

Quem disse que, para os idosos, é tarde demais para abandonar o sedentarismo? A qualquer momento da vida é possível iniciar uma rotina mais saudável e ativa, já que se manter inativo é altamente prejudicial à saúde.

O sedentarismo é, inclusive, a causa de diversos problemas de saúde nos idosos. A falta de movimento é responsável por limitar a mobilidade e impedir o fortalecimento muscular, extremamente importante na terceira idade. Vale ressaltar o valor do exercício físico na socialização que, para os mais velhos, tem papel significativo nas questões neurais, na autoestima e na confiança.

 

Dicas para abandonar o sedentarismo

O mais importante no processo é que o idoso se comprometa com a meta de abandonar o sedentarismo. Isso porque não faltam tentações e possíveis justificativas para deixar os exercícios de lado quando a jornada se inicia. Quem muda de vez os hábitos têm mais disposição, firmeza muscular e força, dorme melhor e tem menos dores ao longo do dia, além dos benefícios para a mente. Confira dicas práticas para um envelhecimento ativo:

 

 

  • Comece aos poucos

 

Para abandonar o sedentarismo com determinação, o indicado é iniciar devagar. Desse modo, o corpo se habitua à atividade gradualmente, trazendo sensações de recompensa pelo esforço. Mais do que isso, progressos são construídos aos poucos: exagerar na dose tem justamente o efeito contrário. Por isso, cuidado com a pressa ao avançar, já que a mesma pode levar a lesões ou mesmo desmotivação diante da dificuldade de se adaptar.

 

 

  • Faça exercícios em grupo

 

Se a ideia é criar uma rotina mais ativa, fazer exercícios em grupo pode ser um diferencial para os idosos. Como para eles a prática pode ser entediante em um primeiro momento, ter companhia traz mais leveza e diversão. Assim, pequenos incômodos diminuem e fica mais fácil adotar períodos maiores de treino. Com cuidado, retomar as atividades é, inclusive, recomendado.

 

 

  • Que tal determinar um horário para se movimentar?

 

Estabelecer um momento no dia para mexer o corpo é um ótimo ponto de partida. Cientificamente, ao adotar essa ação, os exercícios se transformam em um hábito, o que é fundamental para abandonar o sedentarismo. Não adianta fazer atividades físicas apenas ocasionalmente. Porém, não se julgue ou desanime caso não consiga se exercitar no horário estipulado. Mais importante do que o horário é simplesmente se exercitar.

 

 

  • Priorize constância, não quantidade

 

A frequência dos exercícios vale mais do que a quantidade praticada a cada vez. Por isso, ainda que o tempo disponível seja pequeno de vez em quando, poucos minutos são suficientes para criar memória de movimento no corpo, como no caso dos músculos. Tenha em mente que 20 minutos de exercício é melhor do que exercício nenhum.

 

 

  • Insira na rotina atividades como alongamento

 

Se acrescentar exercícios físicos no dia a dia ainda parece complicado, aqui temos uma dica profissional. Atividades como alongamento podem facilmente ser realizadas dentro de casa a qualquer horário, como no início do dia. Elas ajudam a aquecer o corpo e criam mais conexão entre o idoso e prática física, minimizando possíveis dores e incômodos. Se faltava um estímulo para abandonar o sedentarismo, essa medida é ideal para começar.

 

Escolher as atividades adequadas traz ainda mais benefícios

Na terceira idade, encontrar a atividade física ideal é um incentivo a mais para manter a prática. Se exercitar com amigos, em horários pré-determinados e priorizar o hábito em si fazem toda a diferença. Para uma adaptação mais confortável, atividades leves e um começo gradual auxiliam quem quer dar início a um cotidiano mais saudável e estimulante.

Abandonar o sedentarismo é um passo indispensável para os idosos que procuram mais qualidade de vida. Em meio a benefícios físicos, mentais e emocionais, os estímulos oferecidos ajudam a manter o organismo mais forte e saudável. Com a pandemia, muitos idosos passaram a morar sozinhos ou acabaram se afastando da família, o que também impacta a rotina. Atividades que ajudam a combater o estresse são outras ótimas aliadas nesse momento.

Categorias
Atividades físicas Cuidados com idosos Senior Interativo

5 maneiras de evitar o estresse na vida dos idosos

Eita o estresse! Aquele sentimento que atrapalha a memória, acaba com a qualidade de vida, ataca o estômago, diminui o apetite e acaba com a qualidade do sono. Não dá para brincar quando falamos desse vilão.

Hoje eu trago 5 maneiras de evitar o estresse na vida dos idosos.

São 5 conselhos práticos que você pode utilizar todos os dias e assim garantir que a vida das pessoas queridas não seja impactada por este problema tão negativo.

Então, vejamos. 

Veja também: Preciso de um cuidador de idosos com urgência: como agir neste caso?

  1. Tenha uma rotina de exercícios físicos

Já que o assunto é afastar o estresse, então a minha primeira dica precisa ser focada nos exercícios físicos. Afinal de contas, eles são responsáveis por melhoras significativas no humor e no bem-estar das pessoas.

E quando eu falo sobre exercícios para idosos, não pense que estou imaginando séries complexas, ou atividades cansativas. Nada disso.

Uma caminhada diária de 15 minutos já traz muitos benefícios para a saúde. Então, não tem desculpa. É hora de se exercitar um pouquinho. 

Saiba mais: O cuidador de idosos pode auxiliar nas atividades físicas do idoso?

  1. Adote uma rotina social

Entendemos por Rotina Social as atividades que envolvem ter contato com outras pessoas. Aqui podem ser inseridas atividades, como:

  • Idas ao supermercado, feira, padaria, etc.
  • Idas à academia, ao parque, saídas para dançar
  • Idas às praças e parques para jogar damas, por exemplo
  • Idas ao Cinema, Teatros
  • Visitas aos amigos, parentes e pessoas queridas

Para diminuir o estresse na vida do idoso, é importante que ele tenha ao menos uma atividade social por semana. 

Ou seja, no mínimo uma visita ao mercado, parente, etc. ou alguma outra atividade que o idoso considere agradável. 

Importante:  minha dica leva em consideração condições normais. Caso a sua cidade tenha instruções claras para a prevenção das doenças respiratórias, ou exija a permanência dos idosos em casa, então essa dica deve ser momentaneamente desconsiderada. 

  1. Foque na alimentação e na hidratação

O estresse também está intimamente conectado com os hábitos alimentares. Por isso, entre as dicas para afastar o estresse da vida dos idosos eu preciso reforçar o papel da alimentação e da hidratação. 

E aqui não há segredos. Procure um médico ou nutricionista e peça orientações claras para elaborar um cardápio ideal. 

  1. Conforto sim x sedentarismo não

Agora eu preciso falar algo muito sério para filhos e netos de pessoas idosas: levar em conta o conforto não significa colaborar com o sedentarismo.

Algumas vezes vemos nossos pais em casa o dia todo e acreditamos que eles estão confortáveis. Mas saiba que o sedentarismo é um dos piores inimigos da boa qualidade de vida, principalmente na vida dos idosos.


Por isso, não deixe que a rotina sedentária tome conta. Coloque em prática as dicas apresentadas neste artigo, mesmo que algumas delas sejam desconfortáveis no começo.

Vencer o sedentarismo é o melhor que você pode fazer pela saúde das pessoas que você ama.

Leia em seguida: O cuidador de idosos é um profissional de saúde?

  1. Mantenha os hábitos

Por fim, eu tenho que reforçar que todos estes hábitos só serão capazes de gerar resultados positivos se forem incorporados ao dia a dia e praticados com constância.

Por isso, a última dica é: fixe os hábitos. Garanta que eles sejam incluídos no dia a dia. Sem pressa, com calma, mas sem desistir.

Gostou das dicas? Então dá uma olhadinha neste artigo onde eu apresento o Senior Interativo. Um serviço desenvolvido especialmente para garantir aos idosos uma vida plena e ativa.

Agradeço a leitura e até a próxima! 

Categorias
Atividades físicas

É preciso se cuidar: retomada das atividades para idosos em 2022

O sedentarismo nunca fez bem para ninguém, e nós aqui da Senior Concierge sabemos bem disso. Portanto, hoje eu trouxe dicas bem legais focadas na retomada das atividades para idosos em 2022.

 

Afinal de contas, uma vida saudável e plena é também uma vida ativa.


Por isso, vem comigo e vamos conversar sobre os principais cuidados para uma retomada das atividades para idosos em 2022 de forma segura.

 

Te desejo boa leitura!

 

Veja também: Preciso de um cuidador de idosos com urgência: como agir neste caso?

Retomada das atividades para idosos em 2022: porque a preocupação?

A verdade é que alguns filhos e netos podem não perceber quão prejudicial pode ser  ou mesmo ter receio de  incentivar a prática de atividades. Com isso, acabam perdendo de vista a importância da retomada das atividades para idosos neste ano de 2022.


Bem, sendo assim, convém eu trazer alguns dados dos malefícios do sedentarismo para a vida dos idosos –  na realidade, para a vida de todos.


Muito bem, segundo dados publicados pelo portal Tua Saúde, os principais malefícios do sedentarismo, são:

 

  • Aumento das dores localizadas;
  • Surgimento de dores crônicas;
  • Riscos relacionados ao coração;
  • Perda de força dos músculos;
  • Perda de massa muscular;
  • Ganho de gordura localizada responsável por problemas como AVC e ataques cardíacos;
  • Diminuição da disposição geral para fazer atividades, podendo ocasionar apatia;
  • Cansaço excessivo ao executar atividades do dia a dia;
  • Tristeza, podendo levar à depressão;
  • Problemas cognitivos, como diminuição da memória;
  • Irritabilidade.

O sedentarismo não é brincadeira

Algumas vezes o senso comum toma o sedentarismo como se fosse uma mera preguiça, ou apenas a “falta de motivação para fazer coisas”. Contudo, ao longo do tempo, como mostrei na lista acima, esse sedentarismo pode desencadear problemas maiores.


Mas, o que é o sedentarismo em si? Como definir uma vida sedentária? Então, veja só!

 

Saiba mais: O cuidador de idosos pode auxiliar nas atividades físicas do idoso?

Sedentarismo é a falta de estímulos positivos

Antigamente acreditava-se que o sedentarismo fosse “não fazer nada”, contudo, com a evolução dos canais de comunicação, incluindo redes sociais, essa definição teve que ser revista.

 

Quem já passou horas no Instagram sabe que é possível ser sedentário ao mesmo tempo em que se está engajado em uma atividade online, ou mesmo ver seu pai/ avô horas seguidas sentado vendo TV, sem uma atividade adicional. Passar horas curtindo e comentando publicações também são sinais de uma rotina sedentária.

 

Por isso, eu gosto bastante da definição que diz que o sedentarismo é:

 

“A falta de estímulos positivos para o corpo e para a mente.”

 

Simples e direta. E é aí que entra a retomada das atividades para idosos em 2022.

 

Leia em seguida: O cuidador de idosos é um profissional de saúde?

O que são estímulos positivos?

Estímulos positivos são hábitos que geram resultados benéficos para a saúde. Alguns exemplos, são:

 

  • Caminhar;
  • Dançar;
  • Praticar meditação;
  • Ler um bom livro;
  • Engajar-se em atividades culturais, como visitar uma exposição;
  • Ouvir música;
  • Limpar ou organizar um ambiente doméstico;
  • Ter uma boa conversa;
  • Sair para praticar atividades do dia a dia, como fazer compras.

 

E quando eu falo sobre a retomada das atividades para idosos em 2022 estou justamente levantando o ponto de que atividade física não precisa ser praticada apenas em uma academia.

 

Então, gostou do artigo de hoje? Este foi um alerta para te lembrar como o sedentarismo é um vilão da nossa saúde e quais são as atividades que podem reverter um quadro sedentário.

Quer se aprofundar mais no assunto? Então dá uma olhadinha neste artigo onde eu mostro 7 atividades sociais que você precisa propor para os idosos da sua família. 


Agradeço a sua leitura e até breve.

Agradeço a sua leitura e até breve.

Categorias
Atividades físicas Senior Interativo

3 segredos para manter o idoso ativo

Sabia que o tempo ocioso em excesso na vida dos idosos é um dos maiores gatilhos para os principais sintomas de ansiedade e até depressão? Por isso, hoje nós vamos falar sobre 3 segredos para manter o idoso ativo.

Nosso intuito com este artigo é proporcionar maior qualidade de vida e bem-estar para todos os idosos da sua família.


Então, anote as dicas e coloque-as em prática. Vamos começar!

Segredo 1: Atividades físicas

Muitos filhos e netos sentem certa insegurança quando falamos sobre atividades físicas para idosos. Esse protecionismo exagerado acaba infantilizando os idosos e mantendo-os em uma bolha de proteção, o que não é nada bom para a saúde física e mental. 


Por isso, o primeiro segredo consiste em incentivar que os idosos da sua família adquiram o hábito de praticar atividades físicas regularmente. Elas podem ser:

  • Caminhadas;
  • Exercícios leves em casa;
  • Exercícios em aparelhos;
  • Corridas leves.

Entre tantas outras.

Mesmo uma simples ida até o mercado mais próximo pode ser uma atividade relevante para a saúde dos idosos. O importante é não deixar que a ociosidade tome conta e assim evitar até mesmo a degeneração muscular.

Tem mais, relatórios elaborados pelos principais órgãos psicológicos do país afirmam que as atividades físicas estão diretamente relacionadas com a saúde da memória. Já que o exercício diminui os hormônios responsáveis pelo estresse e a ansiedade. Duas vilãs do aspecto cognitivo.

Segredo 2: Atividades cognitivas e mentais

E já que falamos das atividades físicas, também temos que focar nas atividades cognitivas e mentais. O que são elas? 

Bem, atividades cognitivas e mentais são “exercícios para a mente”, tarefas como:

  • Jogos de tabuleiro;
  • Jogos de memória;
  • Música – tocar e cantar;
  • Pintura e artesanato;
  • Dança;
  • Cozinhar;
  • Leitura;
  • Filmes e séries;
  • Aprender novos idiomas.

É importante que todas essas atividades sejam escolhidas com base no enriquecimento, mas também levando em consideração os gostos  do idoso. Tem mais, a diversidade também é muito importante. Por isso, assistir ao mesmo programa todos os dias durante um longo período, não configura uma atividade cognitiva satisfatória.

Tem que existir uma alternância entre as atividades, para que elas sejam desafiadoras no nível certo. Via de regra: são atividades que trazem novos conhecimentos para a vida ativa do idoso.

Segredo 3: Atividades sociais

Agora temos que tratar de um tema que pode ser desafiador para a vida ativa dos idosos: as atividades sociais. 

É sabido que um idoso tem menores chances de manter as suas interações sociais, já que, com o passar dos anos, a mobilidade fica comprometida e o fluxo natural das famílias faz com que as pessoas percam contato com amigos e conhecidos.

Contudo, é preciso reforçar que o convívio social e o pertencimento são dois dos fatores mais importantes no combate à depressão e à melancolia. 

Então, entre os segredos para manter o idoso ativo estão as atividades sociais. Clubes, encontros, grupos, etc. Mais uma vez, até mesmo o hábito de fazer compras em lojas, mercados e padarias, pode ser considerada uma alternativa interessante.

Benefícios de manter o idoso ativo no dia a dia

Nós como filhos podemos não entender em um primeiro momento, mas a vida idosa ociosa é desafiadora para a mente e para o corpo. Desafios esses que muitas vezes se transformam em doenças e problemas

Sendo assim, garantir que os idosos da sua família tenham uma vida ativa é fundamental, tem mais, os exercícios também trazem benefícios para o corpo. 

Entre as principais vantagens da vida ativa para os idosos, estão:

  • Independência, um idoso ativo tem muito mais autonomia;
  • Fortalecimento muscular, diminuindo os riscos de quedas e machucados;
  • Melhora na memória;
  • Fortalecimento dos ossos, diminuindo os riscos de fraturas;
  • Melhora no ânimo, na motivação e no bem-estar geral;
  • Melhora latente nas relações interpessoais entre os idosos e demais membros da família.

Está com dificuldades ou precisa de mais dicas para manter os idosos da sua família ativos?

Acesse agora mesmo este artigo! Nele nós explicamos em detalhes todos os passos necessários para que você seja capaz de providenciar uma vida plena e saudável para os idosos da sua família. Artigo


Agradecemos a leitura e até a próxima! 

Categorias
Atividades físicas Senior Interativo

5 razões para contratar um serviço de atividade para pais idosos

Como fazer seus pais idosos se sentirem confortáveis e amparados? Essa pergunta ronda a sua cabeça? Hoje nós queremos mostrar as 5 razões para contratar um serviço de atividade para idosos e assim garantir a segurança e a qualidade de vida deles.


Afinal de contas, a vida dos filhos e netos é repleta de desafios. É preciso se concentrar no trabalho e na vida afetiva/social. Isso pode fazer com que se perca a conexão com os pais idosos e estes se sintam negligenciados.

Então, hoje vamos mostrar para você como um serviço de atividade para idosos é responsável por trazer benefícios para toda a família.

Traz autonomia e qualidade de vida para o idoso

Para começar, temos que reforçar que a autonomia é uma das principais geradoras de felicidade na vida de um idoso – e até mesmo na vida de qualquer pessoa.


Um serviço de atividade para pais idosos proporciona atividades, como:

Tudo isso aumenta a autonomia do idoso. Trazendo muito mais qualidade de vida para o seu dia a dia. 

Previne acidentes 

Os acidentes estão entre as principais preocupações dos filhos e netos. 

Com o avanço da idade as capacidades físicas vão diminuindo, assim como aspectos da coordenação motora, entre outros problemas.

Resultado? É comum que pais e avós apareçam com roxos e hematomas devido às quedas e, muitas vezes, eles não relatam o que ocorreu, com medo de causar preocupações. Um outro fato a ser mencionado é que, não é incomum que, após uma queda, o idoso tenha uma fratura.

Um serviço de atividade para idosos garante que o familiar terá acompanhamento seguro, diminuindo o risco de acidentes domésticos. 

Adota  hábitos saudáveis

Este é um outro problema muito latente na vida dos idosos, a adoção de novos hábitos.

Veja, é comum que o idoso tenha seus hábitos bem sedimentados e arraigados, formados ao longo de toda a vida. Então, quando eles estão desacompanhados, não é incomum que hábitos ruins sejam recorrentes ou mesmo hábitos que antes eram realizados, como caminhadas, passe a não fazer mais parte da rotina, por um receio de sair sozinho ou mesmo por isolamento e desânimo. 

Por outro lado, com o acompanhamento de um serviço para manter os idosos ativos, você terá um profissional responsável por implementar hábitos saudáveis no dia a dia dos seus pais e avós – como incentivar uma alimentação balanceada, inibir o tabagismo, entre outras questões. 

Garante o uso correto de medicamentos ou a adoção de tratamentos

Quem aí nunca passou por essa experiência? Veja:

Um idoso da família acaba doente, seja uma questão leve como um resfriado, ou algo mais grave como outras doenças respiratórias. O médico é procurado e o tratamento é indicado. Remédios são comprados e pronto.

Nos primeiros dias o idoso segue normalmente as especificações. Se alimentando corretamente e tomando todos os remédios. Depois de um tempo, sentindo a melhora natural, ele apenas interrompe o tratamento e não se medica mais.

Essa cena é comum nos lares com pessoas idosas. Justamente pela questão que citamos anteriormente. Há uma tendência de que os idosos façam as coisas do seu jeito e relutem em adotar novos hábitos, como continuar um tratamento, por exemplo.

Contudo, um serviço de atividade para pais idosos, focado em empatia, eficiência, organização  e  cuidado é capaz de mostrar para este paciente como ele precisa continuar com as medicações. 

Traz tranquilidade para toda família

Por fim, depois de somarmos todas as outras qualidades, você é capaz de perceber que um serviço de atividade para pais idosos consegue trazer tranquilidade para toda a família.

Ele tira um peso dos filhos e netos, que estão preocupados com a saúde dos pais e avós, mas infelizmente precisam cuidar de inúmeras outras questões.

Claro, o serviço também melhora, em muitos níveis, a qualidade de vida do idoso, que terá um dia a dia muito mais estimulante, ativo, agradável e social.

Acesse agora mesmo o nosso site e conheça o Senior Interativo, o serviço da Senior Concierge desenvolvido especialmente para transformar a rotina dos seus pais e avós.

Temos certeza de que poderemos te ajudar. 

Categorias
Atividades físicas Cuidados com idosos Memória

Conheça a relação entre atividades físicas e a memória na vida dos idosos

Você sabia que atividades físicas e a memória têm muito em comum? Esse quadro se aplica a todos os indivíduos, mas ganha mais importância quando pensamos nos maduros.

Nessa etapa da vida, os estímulos são essenciais e os efeitos dos exercícios se estendem a variadas esferas do cotidiano. Isso porque as transformações não são permanentes em todos os casos, o que sinaliza que a recuperação das funções cerebrais é possível.

Por isso, movimentar-se é o primeiro passo para melhorar e preservar a memória, principalmente combinando diferentes tipos de estímulo. Quer saber mais sobre atividades físicas e a memória? Continue a leitura e descubra que inserir essa prática na rotina  melhora significativamente a qualidade de vida dos idosos e tem um impacto positivo na  saúde mental.

As atividades físicas e a memória: qual a influência?

As atividades físicas e a memória se relacionam com os efeitos das substâncias liberadas durante a prática.

Indo além, o exercício estimula:

  • mudanças fisiológicas
  • melhoram a capacidade cognitiva
  • melhoram as funções de vasos sanguíneos no cérebro.

As células cerebrais também são estimuladas e têm mais capacidade de sobreviver de forma saudável.

Estes são motivos excelentes para aliar atividades físicas e a memória. No caso dos idosos, essa combinação é ainda mais importante.

Afinal, o envelhecimento contribui para variados níveis de comprometimento cognitivo e  pode haver  maior  dificuldade no processamento de informações, demandando o estímulo a áreas cerebrais responsáveis pela memória, por exemplo.

Como a prática de exercícios traz benefícios para a vida dos idosos

A prática de exercícios é determinante para o bem-estar nessa etapa da vida. Isso porque qualquer tipo de movimento como pedalar, caminhar, fazer yoga ou atividades com peso, por exemplo, traz resultados.

A memória também se beneficia com a adoção dessa rotina, trazendo mais independência e confiança no dia-a-dia, mesmo quando o idoso já apresenta comprometimento leve nas funções relacionadas.

A liberação de hormônios que ocorre com os exercícios também é destaque com a endorfina, por exemplo.

Logo, atividades físicas e a memória se conectam quando a substância é liberada no organismo durante a prática. Ela é uma reguladora da memória, o que reforça a importância de um corpo ativo para uma mente saudável e longeva.

Há, ainda, outros impactos positivos:

  • Idosos que praticam atividade física percebem um sono mais tranquilo e restaurador
  • Promove noites com mais qualidade 

Esse descanso é essencial para a saúde do cérebro e o processamento das memórias, além de melhorar o humor. Juntos, esses fatores garantem melhoria cognitiva.

Integrando corpo e mente para mais qualidade de vida

Atividades físicas e a memória são parte de uma lista de cuidados específicos para todos, em especial os idosos.

Por se tratar de uma etapa na qual existe um risco maior de dependência e prejuízos físicos relacionados ao estilo de vida, os detalhes importam.

É comum que, com o envelhecimento, os indivíduos se sintam isolados, sintam insegurança para sair sozinhos, pouco estimulados ou mesmo dependentes de outras pessoas.

Por essa razão, a prática de exercícios tem impactos na qualidade de vida como um todo.

O corpo se beneficia com mais fortalecimento e condicionamento, ideais para evitar acidentes e dificuldades de movimentação.

Além disso, as práticas coletivas estimulam a socialização e as habilidades de comunicação. Aprender também incentiva o aspecto cognitivo.

Saúde mental para os idosos

Os idosos apresentam maior necessidade de manutenção e aprimoramento das funções cognitivas, uma vez que as perdas são comuns com o envelhecimento.

A relação entre atividades físicas e a memória se dá com benefícios ao organismo como um todo.

O movimento melhora:

  • o sono
  • o humor
  • a performance cognitiva

Além de trabalhar a liberação de hormônios. Por isso, inserir exercícios na rotina é um dos passos para uma vida mais saudável e plena.

As atividades físicas e a memória demonstram os impactos positivos na saúde física e no bem-estar mental. 

Ao longo do artigo, você conheceu os benefícios dessa prática e sua extensão na socialização e no desempenho cognitivo do idoso. 

Quer saber como iniciar uma rotina ativa? Conheça o Senior Interativo, desenvolvido especialmente para trazer atividades físicas e lúdicas aos idosos.