Categorias
Alzheimer Cuidados com idosos Idosos

Alzheimer em idosos: conheça os sintomas e cuidados necessários

Embora possa ocorrer de forma precoce, a doença de Alzheimer é mais comum em idosos com mais de 65 anos de idade. Trata-se de um tipo de demência que provoca progressiva perda de células neurais, com a deterioração de funções cerebrais, como a capacidade de se cuidar e a linguagem. Estima-se que ela afete cerca de 35,6 milhões de pessoas no mundo.

Seus prejuízos estendem-se à memória, ao pensamento e ao comportamento, tornando necessária uma companhia para idosos com essa condição. Afinal, mesmo as tarefas mais básicas, como se alimentar e tomar banho, podem se tornar um verdadeiro desafio em estágios mais avançados.

Se você quer entender os sintomas do Alzheimer em idosos e conhecer alguns dos cuidados necessários para a manutenção de sua qualidade de vida, está no lugar certo! Continue a leitura e saiba mais sobre essa doença.

Quais os sintomas do Alzheimer em idosos?

O Alzheimer em idosos apresenta uma série de sintomas. No início da doença, o mais comum é a perda de memória, principalmente da memória ligada a fatos recentes e até então, bastante conhecidos do idoso. Além disso, pode-se notar uma diminuição da capacidade de pensar de maneira abstrata e utilizar o bom senso, além de mudanças sutis nos padrões de fala. 

Com o avanço da doença, vão surgindo sintomas mais graves, como a irritabilidade e a perda da memória relativa aos acontecimentos antigos.

Confira outros sinais característicos do Alzheimer:

  • Prejuízo na capacidade de orientação no tempo e espaço;
  • Dificuldade para acompanhar diálogos complexos;
  • Perda de capacidade motora;
  • Problemas no uso de linguagem;
  • Dificuldade para dirigir e localizar caminhos já conhecidos;
  • Comportamentos inapropriados;
  • Insônia e agitação;
  • Repetição de questionamentos.

No estágio mais avançado  da doença, além de prejuízo gravíssimo à memória, há dificuldade de deglutir, falar e andar, além de infecções intercorrentes.

Como prevenir o Alzheimer?

Não se pode afirmar com certeza qual o meio mais eficaz de evitar o Alzheimer em idosos. Afinal, ainda não se conhecem suas causas específicas, embora estudos apontem uma predisposição genética para o seu desenvolvimento. Contudo, algumas pesquisas mostram que pequenas mudanças na rotina podem ser capazes de reduzir os riscos.

Confira algumas atitudes que auxiliam na prevenção:

  • Manter a mente em funcionamento por meio de atividades como leitura, estudos e jogos de memória;
  • Adotar uma alimentação equilibrada, com opções naturais e ricas em ômega-3.
  • Praticar atividades físicas regularmente;
  • Ter boas noites de sono;
  • Não fumar.

Quais cuidados podem auxiliar o idoso com Alzheimer?

Até o momento, o Alzheimer permanece sem cura. Mas alguns cuidados podem ajudar os idosos que sofrem com a doença a terem mais qualidade de vida e conforto no dia a dia. Confira algumas atitudes que podem facilitar a vida e a convivência de um indivíduo com esse quadro:

  • Estabeleça uma rotina com dias e horários bem definidos, ajudando o idoso a cumpri-la por meio de lembretes.
  • Estimule o convívio do idoso com familiares e amigos, mesmo que de maneira virtual, com o auxílio da tecnologia.
  • Limite as opções de escolha ao oferecer algo. Por exemplo, mostre apenas duas opções de roupa em vez de cinco. Isso evita possível irritação ou confusão mental.
  • Elimine possíveis distrações e ajude o idoso a manter o foco em uma tarefa por vez.
  • Providencie suporte profissional quando se tornar difícil oferecer ao idoso todo o auxílio necessário em sua rotina.

Qual a importância da companhia para idosos com Alzheimer?

A perda de funções cerebrais ocasionada pela doença tem como resultado um comprometimento da independência do paciente, impossibilitando que ele continue vivendo sozinho e sem auxílio. Com o passar do tempo, ele pode precisar de ajuda para comer, se vestir e ir ao banheiro.

O agravamento dos sintomas tende inclusive a aumentar o risco de quedas dentro de casa ou a possibilidade de que o idoso venha a se perder. Por essa razão, a companhia para idosos com Alzheimer é fundamental para a manutenção de uma rotina saudável e segura.

Embora muitas pessoas optem por oferecer suporte a seus familiares idosos, os compromissos do dia a dia podem tornar essa opção inviável. Diante dessa situação, a solução ideal é a contratação de um cuidador, profissional que, com paciência e dedicação, atua para garantir ou manter a qualidade de vida de idosos com Alzheimer.

O serviço de cuidados pessoais na própria residência do indivíduo garante, ainda, tranquilidade para a família, que muitas vezes não conta com os conhecimentos necessários para lidar corretamente com o idoso que sofre de Alzheimer.

O Alzheimer é uma doença degenerativa do cérebro que prejudica várias funções, como a memória, a linguagem e a coordenação. Comportamentos são comprometidos, dificultando a rotina de quem convive com essa condição. Por essa razão, a companhia para idosos que sofrem com ela é uma necessidade, minimizando riscos e garantindo a tranquilidade de toda a família.

Se você conhece mais pessoas que têm parentes com a doença e gostariam de saber mais sobre o Alzheimer em idosos, ou que se interessariam por dicas de prevenção, não deixe de compartilhar este conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *