Categorias
Cuidadores de Idosos Cuidados com idosos Parkinson

A importância do cuidador de idosos para pessoas com Doença de Parkinson

Quem tem familiares da terceira idade sabe o quanto é importante garantir o bem-estar do ente querido, e o cuidador de idosos pode ser parte desse processo. São inúmeras as dificuldades encontradas nos últimos anos da vida e, por isso, a ajuda especializada é tão bem-vinda.

No caso de idosos com restrições maiores, portadores de Doença de Alzheimer ou Parkinson, por exemplo, essa decisão se torna ainda mais fundamental. Isso porque a pessoa idosa que apresenta dificuldades precisa de cuidados especiais. Assim, consegue viver melhor e com mais conforto.

Por se tratar de um assunto importante, preparamos este artigo para explicar como o cuidador de idosos pode auxiliar seu familiar com Doença de Parkinson a ter mais autonomia no dia a dia. Saiba como a presença de um profissional pode melhorar a qualidade de vida do idoso em vários aspectos. Afinal, mudanças simples na rotina, somadas ao acompanhamento médico, têm ótimos resultados para amenizar os sintomas da doença. Boa leitura!

Entenda a Doença de Parkinson

Muitas pessoas acham que a doença de Parkinson tem como sintoma apenas o tremor das mãos. Apesar desse quadro ser amplamente conhecido e real, a doença se manifesta por meio de outros sintomas também. Trata-se de uma condição de saúde crônica e progressiva.

Ocorre a morte de células cerebrais na parte do órgão que produz a dopamina, substância que controla os movimentos do corpo. O resultado é uma sintomatologia que inclui movimentos lentos e sem precisão, rigidez dos membros, dificuldade de movimentação, entre outros.

Os familiares também podem notar problemas na fala, na memória, espasmos e falta de equilíbrio. Os sintomas são individuais, e a progressão da Doença de Parkinson também, embora ela seja mais comum em pessoas de mais idade, a partir dos 65 anos. Nesses casos, é importante que a família esteja atenta a qualquer mudança para fornecer o suporte necessário, como a presença de um cuidador de idosos.

Os tratamentos atuais são voltados para a promoção do bem-estar da pessoa idosa, uma vez que a cura da doença ainda não é conhecida. O objetivo é amenizar os sintomas que comprometem a rotina e aumentar a quantidade de dopamina no cérebro, melhorando a qualidade dos movimentos.

Como o cuidador de idosos pode ajudar?

No caso de pacientes portadores da doença de Parkinson, o cuidador de idosos traz experiência e conforto para a rotina, com atuação cuidadosamente pensada para atender às necessidades do idoso. Uma equipe multidisciplinar pode oferecer um tratamento especializado, ideal para cada caso, capaz de suprir as carências relacionadas a cada sintoma.

Uma alimentação adequada, exercícios físicos e acompanhamento de profissionais de áreas como Fonoaudiologia são exemplos de mudanças propostas pelo cuidador. Com essa nova rotina, o idoso se sente mais confortável e passa a ter mais qualidade de vida. A palavra-chave aqui é autonomia, mantida em nível máximo com a companhia constante do cuidador.

Adaptações no ambiente de casa também são oportunas, uma vez que esse acompanhamento ajuda muito o paciente com Parkinson. Cômodos com estruturas firmes e seguras, além de itens que facilitem as atividades, são bons exemplos. O mais importante na presença do cuidador é a confiança, já que as tarefas demandam paciência, cuidado e tolerância.

Saiba mais sobre o cuidado na terceira idade

O cuidador de idosos é um profissional treinado para apoiar a pessoa na terceira idade. Quando o indivíduo apresenta quadro de Parkinson, contratar um cuidador é a melhor forma de garantir a manutenção da autonomia e do bem-estar. Por se tratar de uma doença neurológica, merece atenção total.

Os sintomas incluem limitação de movimentos e de fala, problemas de memória, equilíbrio e rigidez dos membros. Outros aspectos podem se manifestar, pois a doença evolui de formas diferentes e sua sintomatologia é individual, podendo ser ampla, ou mesmo reduzida. Adaptações na rotina e na casa, incluindo exercícios, alimentação e um ambiente seguro tornam o cotidiano mais agradável.

Assim, ocupação do cuidador de idosos é, reconhecidamente, a de um suporte à pessoa idosa. Independentemente do estágio do envelhecimento e das particularidades de cada indivíduo, o profissional está sempre pronto para auxiliar. Para saber mais sobre o assunto, confira nosso artigo sobre a especialização da equipe de cuidadores de idosos da Senior Concierge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *