Categorias
Cuidados com idosos

Conheça as principais doenças respiratórias na terceira idade

As doenças respiratórias na terceira idade são um problema corriqueiro e, infelizmente, grave. A saúde, de modo geral, passa a demandar mais cuidados com o passar dos anos, e o funcionamento pulmonar não é diferente.

Com a chegada do inverno, as patologias respiratórias têm um aumento no número de casos, em todas as faixas etárias. Por isso, é fundamental estar atento às principais doenças respiratórias em idosos, para que sejam devidamente tratadas o quanto antes. Entre elas, pode-se citar a asma, bronquite e a DPOC, entre outras. O que todas elas têm em comum é o comprometimento da respiração e sintomas como tosse e falta de ar.

Se você tem familiares de mais idade, ou mesmo com a saúde mais frágil, confira ao longo do artigo as principais doenças respiratórias na terceira idade. A promoção da saúde é essencial em todas as etapas da vida e, para os idosos, ainda mais. Boa leitura!

As doenças respiratórias na terceira idade

Você sabe quais são as principais doenças respiratórias em idosos? Primeiramente, é preciso entender por que essas patologias são perigosas e o número de casos na terceira idade é tão alto. Essa é a razão pela qual qualquer sintoma deve ser verificado assim que for notado.

Os idosos, pelo passar do tempo, apresentam pulmões menos elásticos e menos capazes de filtrar os agentes causadores de doenças. Além disso, o corpo como um todo sofre desgaste com a idade, o que pode ser agravado pela condição climática.

Durante o inverno, as temperaturas caem e a umidade do ar também, criando um cenário propício para doenças respiratórias na terceira idade. As vias respiratórias tendem a ressecar, e os ambientes fechados proliferam agentes infecciosos com facilidade.

Entre as patologias mais comuns, estão as listadas a seguir.

Pneumonia

Infecção pulmonar caracterizada pela presença de muco, tosse e febre. A falta de ar é outro sintoma, uma vez que os pulmões são amplamente comprometidos pela doença. A pneumonia é mais perigosa para pacientes acima de 65 anos.

DPOC

A doença pulmonar obstrutiva crônica se apresenta com as vias respiratórias obstruídas, o que dificulta e pode acabar por impedir a respiração. Causada por compostos nocivos, a DPOC causa danos irreversíveis e sintomas como tosse e falta de ar.

Bronquite crônica

A inflamação dos brônquios é uma das principais doenças respiratórias na terceira idade. Entre os sintomas, a dificuldade de respirar, com chiado no peito, tosse e falta de ar são os mais comuns. Alguns pacientes apresentam, ainda, dor no peito.

Enfisema

A doença tem causas variadas, entre elas, o tabagismo, poluição e histórico familiar. A degeneração da estrutura pulmonar é lenta e causa dificuldade no dia a dia, especialmente em estágio avançado. Os pulmões perdem eficiência e o quadro é irreversível.

Asma

Conhecida pela falta de ar que proporciona, a asma em idosos requer atenção. A patologia causa dificuldade na respiração, chiado e muita tosse, reduzindo a circulação de ar nos pulmões. Aspectos ambientais podem desencadear crises.

Prevenção e cuidado

Em meio às principais doenças respiratórias em idosos, alguns cuidados simples podem ser inseridos na rotina. Por serem patologias de transmissão variada, o ideal é aplicar todas essas dicas diariamente. Juntas, elas são a melhor forma de combater agentes infecciosos.

Higienizar bem as mãos constantemente é o primeiro cuidado, com benefícios abrangentes e, ainda, uma ação funcional contra a COVID-19. Não fumar e evitar aglomerações são outras medidas contra as doenças respiratórias na terceira idade, para interromper o ciclo de contágio. 

Por fim, a vacinação é uma ferramenta eficiente para os idosos. Com ela, é possível evitar doenças e o seu agravamento. Nessa idade, a piora dos quadros é ainda mais grave e, por isso, a vacinação contra gripe e pneumonia, por exemplo, é recomendada.

Bem-estar e saúde para o idoso

O inverno é a estação em que os casos de doenças respiratórias aumentam, principalmente para os idosos. As temperaturas baixas, aliadas à baixa umidade, somadas à fragilidade maior nos pulmões, são grandes responsáveis por isso. Entre as patologias, pode-se citar bronquite, pneumonia, asma e DPOC, que comprometem as vias aéreas e dificultam a respiração, além das atividades diárias.

A prevenção das doenças respiratórias na terceira idade demanda higiene, distanciamento de aglomerações e um estilo de vida saudável, bem como a vacinação. A rotina do idoso é a chave para garantir tranquilidade e bem-estar nessa etapa da vida. Portanto, o cuidador é o profissional capaz de aliar o desenvolvimento físico e mental na terceira idade, promovendo suporte e especialização.

Para saber mais sobre esse serviço, continue a visita em nosso blog e descubra a importância da companhia para idosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *