Categorias
Cuidados com idosos envelhecimento saudável Idosos

Outubro Rosa: quais são os principais cuidados para prevenir o câncer de mama

Outubro Rosa chegou! É o mês do ano dedicado à prevenção ao câncer de mama. No artigo de hoje, nós vamos conversar um pouco sobre os principais cuidados para prevenir o câncer, sobretudo para as pessoas que fazem parte da faixa vulnerável.

Então, se você é ou se tem na família mulheres próximas ou acima dos 50 anos, este artigo é para você.

Lembrando que o conteúdo não tem a intenção de substituir uma visita ao médico. Nosso compromisso é lhe informar para que você possa tomar as melhores decisões para a sua saúde e para a saúde das pessoas da sua família.

Muito bem, vamos conversar sobre o Outubro Rosa e os cuidados para prevenir o câncer de mama. 

Leia também: As melhores práticas para garantir um envelhecimento saudável

Por que o Outubro Rosa é tão importante?

Aqui na Senior Concierge nós acreditamos que a informação é a melhor ferramenta para a segurança de todas as decisões. E esse também é o espírito do Outubro Rosa.


Trata-se de um movimento mundial, iniciado nos anos 90, de conscientização sobre o câncer de mama e assim auxiliar na prevenção dessa doença que tem em média 66.280 novos casos todos os anos (fonte: Oncoguia).

Isso representa um risco de 61,66 para cada 100 mil mulheres. Está entre os 5 tipos de cânceres mais comuns e entre os 3 que mais vitimam mulheres no mundo.

O que também é importante reforçar, é que deste total, apenas 10% são mulheres abaixo dos 50 anos. Ou seja, trata-se de uma doença que requer mais atenção ao longo da vida, principalmente para mulheres na faixa de risco.

Sendo assim, o cuidado é fundamental e os exames após os 50 anos são obrigatórios. 

Portanto, buscar as informações corretas é também assumir o poder e a responsabilidade de mudar esse cenário.

Causas do câncer de mama

Infelizmente, assim como outros cânceres, o câncer de mama não tem causa única. De certo modo, existe sim uma influência dos fatores genéticos – hereditários; mas os estudos nessa direção ainda são precoces e inconclusivos.

Há elementos que aumentam a probabilidade do surgimento de um câncer de mama, são eles:

  • Idade (a faixa de risco começa após os 50 anos)
  • Fatores endócrinos
  • Histórico na família
  • Fatores ambientais (como a poluição)
  • Fatores comportamentais (como o tabagismo)

Portanto, é possível, sim, adotar hábitos saudáveis para evitar o câncer de mama, principalmente para pessoas na faixa de risco.

Nos próximos itens nós vamos apresentar algumas dicas de atividades e alimentos que melhoram a saúde e diminuem consideravelmente a incidência de câncer de mama.

Saiba mais: Idosos perdendo músculos: saiba o que é a sarcopenia e como evitá-la

4 dicas para prevenir o câncer de mama em pessoas acima dos 50 anos

Como dissemos no início deste artigo, essas dicas não servem como uma consulta médica. Inclusive, qualquer sintoma deve ser tratado por um especialista de confiança. 

Entretanto, com o intuito de diminuir a incidência de diversos tipos de cânceres na população (incluindo o câncer de mama) órgãos de saúde do mundo todo são unânimes quanto aos melhores hábitos para manter uma boa saúde. 

São eles:

  • Manter uma alimentação saudável
  • Hidratar-se regularmente
  • Não fumar
  • Não se expor ao sol sem proteção

Vamos falar dessas 4 dicas em detalhes.

Manter uma alimentação saudável

Frutas, verduras, legumes e o controle calórico apropriado dos alimentos. Atitudes como essas diminuem a incidência de elementos inflamatórios no organismo. Um fator importante quando falamos na prevenção do câncer de mama.

Vale lembrar que ao longo da vida o metabolismo sofre variações e o acúmulo delas ganha tons marcantes sobretudo após os 50 anos. Por isso, uma alimentação à base de frutas, verduras e legumes facilita a digestão e a metabolização das proteínas e vitaminas.

O que traz benefícios para a saúde em geral. 

Hidratar-se regularmente

Esse talvez seja um dos hábitos mais importantes e mais complexos de adotar. Muitos acreditam que tomam “bastante líquido”, pois estão sempre ingerindo alimentos que contenham água.

Contudo, especialistas apontam que a hidratação deve ser feita com a ingestão de água pura. Em média, 2 litros de água por dia – dependendo do peso, da idade e da altura.

Dica de ouro: busque informações sobre a ingestão de água ideal para você e hidrate-se todos os dias. Faça dessa ação um hábito e você vai perceber como o seu metabolismo irá responder positivamente em muitos aspectos.

Não fumar

O cigarro está diretamente ligado ao câncer de pulmão e a diversos outros problemas de saúde. Ele também é apontado como um dos principais vilões quando falamos em câncer de mama. Portanto, esse hábito negativo deve ser evitado.

Para completar, após os 50 anos, o hábito do tabagismo está diretamente ligado com o surgimento do câncer de pulmão, câncer de boca e o câncer de garganta. Sendo assim, abolir este mal hábito é fundamental para manter a saúde. 

Não se expor ao sol sem proteção

A exposição ao sol está ligada ao surgimento de melanomas – o câncer de pele – e também aparece de forma indireta como um dos fatores importantes para o surgimento de cânceres de mama.

Também devemos lembrar que após os 50 anos a pele vai se tornando mais sensível, o que aumenta a possibilidade de surgirem manchas e outros problemas ligados ao sol. Portanto, sair com protetor solar (fator 50, no mínimo) é importantíssimo.

Leia em seguida: Conheça a relação entre atividades físicas e a memória na vida dos idosos

ANOTE AÍ: Fazer ou não o autoexame da mama?

Antigamente, era comum que os comerciais e os anúncios sobre o Outubro Rosa apontassem para o autoexame. Aquele onde a mulher, em frente ao espelho, apalpa a mama em busca de nódulos ou outros objetos sólidos por baixo dos músculos.

Entretanto, devido ao grande número de incertezas, essa prática se mostrou problemática.

Muitas mulheres, principalmente acima dos 50 anos, falharam em detectar o câncer de mama, até que o problema estivesse muito desenvolvido. Já outras entravam em estado de ansiedade, acreditando que estavam detectando um problema que sequer existia.

Por essas razões, hoje, os órgãos de saúde aconselham que o exame seja feito por um profissional médico. Recomenda-se que os exames sejam anuais para mulheres acima dos 40 anos, e de preferência, duas vezes ao ano para mulheres acima dos 50. 

Esse foi o nosso artigo especial sobre o Outubro Rosa e as melhores maneiras de evitar o câncer de mama em pessoas que estejam na faixa de risco.


Quer saber como nós podemos ajudar você e aos idosos da sua família? Acesse agora mesmo a nossa página de serviços. A Senior Concierge existe para proporcionar conforto, segurança, autonomia e bem-estar para quem você ama.

Agradecemos a leitura e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *